top of page

No Dia Mundial do Oceano, nosso mascote voa pelo hemisfério sul

Deslizando sobre as ondas, esta bela ave parece não fazer esforços enquanto navega com o vento e se alimenta nos mares selvagens da costa sul da Argentina. Temos o orgulho de destacar esta bela observação de Andy Thompson como nosso mascote para a Grande BioBlitz do Hemisfério Sul deste ano.




O Albatroz-de-sobrancelha-preta (Thalassarche melanophris) foi escolhido para representar a bioblitz porque é um verdadeiro habitante local do hemisfério sul, nunca sendo observado ao norte do equador. Além disso, também porque pode ser visto dos três continentes e de muitos dos países que participará da GSB este ano.





Para comemorar o Dia Mundial dos Oceanos, vamos explorar a história desta foto. Também vamos aproveitar para refletir sobre como podemos procurar diminuir as ameaças que a biodiversidade marinha enfrenta, já que os impactos humanos globais nos oceanos colocam este animal e muitos outros sob a ameaça de extinção. Aqui está o que o fotógrafo e naturalista Andy Thompson tem a dizer sobre a incrível jornada em que ele estava quando fez essa observação.

 
Esta foto foi tirada em um cruzeiro, em uma "viagem dos sonhos" com a empresa norueguesa Hurtigruten às Ilhas Malvinas, Geórgia do Sul e Península Antártica, em janeiro de 2019. Esta imagem foi tirada no início da viagem, enquanto estávamos a caminho entre Ushuaia na Argentina e as Ilhas Malvinas. A certa altura, nos deparamos com uma grande jangada de albatrozes-de-sobrancelhas-negras se alimentando ativamente - esperançosamente de comida natural em vez de plástico!
Fomos abençoados com muitos avistamentos incríveis de vida selvagem, incluindo baleias, focas, pinguins, além dos encontros mais próximos com duas espécies de albatrozes. Primeiro, nas Ilhas Malvinas, visitamos uma colônia de albatrozes-de-sobrancelhas-pretas na ilha de West Point e, depois de caminhar pela ilha através da grama alta, fiquei cara a cara com um albatroz sentado em sua plataforma de nidificação. Fiquei impressionado com o tamanho dessas aves e com o fato de que não se incomodaram com minha presença. Estava tão perto que tive que trocar as lentes da minha câmera, pois minha grande teleobjetiva não conseguia cobrir tudo!
Meu segundo encontro com albatrozes foi ainda mais especial. Saindo das Ilhas Falkland, navegamos para o leste por 2 dias até chegarmos à ilha da Geórgia do Sul. Aqui tivemos o privilégio de poder desembarcar na Ilha Prion, que é o único lugar no mundo onde os turistas podem visitar uma colônia de nidificação de albatrozes errantes.
Realmente parecia que eu estava entrando direto em um documentário sobre vida selvagem de David Attenborough. Também aprendemos muito sobre a ecologia dessas aves majestosas e as ameaças que enfrentam - mais significativamente devido à captura acidental de barcos de pesca pelágica. Foi triste saber que ambas as espécies estão ameaçadas de extinção e, embora a população de albatrozes-de-sobrancelha negra esteja agora se recuperando, após as mudanças feitas nas práticas de pesca, a população de albatrozes errantes continua diminuindo, pois eles são mais lentos para se reproduzir, e também mais afetados por outras pressões, como mudanças climáticas e pesca predatória.
Certamente saí de minha viagem com algumas boas fotos e ótimas lembranças, mas também uma paixão reavivada pela natureza e um senso de responsabilidade por garantir que tento fazer a minha parte para ser um melhor guardião deste mundo que todos nós compartilhamos.

 

Obrigado por compartilhar essa história incrível e linda mensagem Andy! Feliz Dia Mundial do Oceano a todos!

-PossumPete

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page